-16kg em 5 meses {#weda04}

Olá, pessoa linda, tudo bem? Por aqui as coisas estão quase sempre quase ótimas. E como são muitas as coisas ótimas, pretendo usar o #weda pra registrar a maior parte delas. Então, por favor, não corra se ficar muito com cara de “querido diário”, mas é que a vontade de registrar certos momentos está muito grande! Você entende, não é?

Pra começar, vou registrando uns quilinhos que estão indo embora e não estão deixando a menor saudade. Pobres coitados esses quilinhos. hihihihi!

 photo IMG_2437.jpg
-16kg

Desde de outubro do ano passado, eu tenho dado uma atençãozinha super especial ao que eu como. Fui à ginecologista, fazer consulta de rotina e voltei pra ela com resultados desastrosos nos meus exames de sangue. E preciso registrar: foi horrível ouvi-la dizer que minhas chances de ter um infarto eram altíssimas.

Não esperei nem passar o medo daquelas palavras e corri numa nutricionista tentar salvar minha vida. hihihi!

Confesso, fui extremamente triste, com a certeza de que teria de escolher entre apenas duas alternativas: ou eu iria passar o resto da vida frustrada por não comer nada gostoso;  ou em poucas semanas esqueceria tudo que a ginecologista falou e teria uma morte precoce. O pior, foi quando dei de cara com a silhueta esguia da nutri. Na hora tive a certeza de que ela era daquelas que só comem uma folha de alface e já ficam cheias 🙁

Acreditem, eu estava completamente equivocada. hihihihih! Posso ouvir um aleluia? hihihih

Conversamos uns 20 minutos para ela entender bem o que estava acontecendo, quais meus hábitos alimentares, minhas preferências e minhas necessidades. Depois disso, disse que me enviaria em 3 dias uma sugestão de cardápio por e-mail, mas antes de eu ir embora, gostaria de me dar algumas explicações.

Falou que nosso paladar é extremamente adaptável e como meu cardápio era rico em gordura, minha língua era sensível ao sabor de comidas gordurosas. Falou ainda que, ao consumir novos alimentos, provavelmente não achasse tão saboroso a princípio, mas que, se eu continuasse a consumi-los, logo começaria a apreciá-los.

No fim, quando eu já estava de pé saindo do consultório, ela me perguntou se eu gostava de cozinhar. E eu respondi (com o coração partido em mil pedacinhos) que eu amava. Então ela sorriu e disse que aquilo era ótimo, que eu só precisava de receitas novas. E foi ali que ela conseguiu me fazer mudar de vez meus hábitos alimentares. Porque eu amo cozinhar, mas nunca tinha parado pra pensar que eu poderia fazer coisas menos gordurosas, que eu poderia ir para cozinha e ter receitas novas e que, para comer bem, eu não precisaria, necessariamente comer como se morasse no hospital.

 photo IMG_2442.png
-16kg

Enfim, faz pouco mais de 5 meses que como melhor e, de quebra, emagreci cerca de 16kg 😮 Preciso agora criar vergonha na cara e começar uma atividade física regular. E a desculpa de que não suporto exercícios físicos nem vai mais colar, porque já estou mais que convencida de que podemos nos adaptar a quase tudo nessa vida.

Enquanto não me torno um ser humano disciplinado, do tipo que vai à academia todos os dias, vou me cuidando com a alimentação mesmo e se você tiver uma receitinha saudável, passa pra mim  #porfavor 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *